Ação social e ambiente


Ação de reflorestação. Criação de una faixa de proteção na aldeia de Alqueve na zona de Arganil.

OBRIGADO A TODOS OS QUE SE JUNTARAM PARA CELEBRAR O NOSSO 20.° ANIVERSÁRIO! 700 ÁRVORES PLANTADAS 💪🌱NA ALDEIA DO ALQUEVE, SERRA DO AÇOR! SÓ POSSÍVEL COM A AJUDA DOS NOSSOS VIAJANTES!💚

700 árvores foram plantadas pelos nossos viajantes-voluntários na Aldeia do Alqueve, Serra do Açor.
A responsabilidade social e ambiental é um dos grandes focos de atenção da Papa-Léguas, Viagens de Aventura e o objetivo desta ação foi plantar 2.5 hectares com folhosas num talude que sirva de proteção para a Aldeia de Alqueve, bastante fustigada pelos fogos no ano passado. A plantação e existência de uma faixa de árvores folhosas, também chamada de "árvores bombeiras" nas portelas e entradas das aldeias, é de vital importância para a proteção das aldeias contra os incêndios florestais.

Ver mais...

Projecto um caminhante uma árvore

O ano de 2003 ficou tristemente célebre pelo número de incêndios e pela área que devastou na floresta portuguesa. Quando regressávamos de uma actividade de fim-de-semana na Serra da Estrela a paisagem que se estendia à nossa frente era desoladora. Atravessávamos uma pintura monocromática de cinza muda de horror e incrédulos com o que víamos. Decidimos que tínhamos que fazer alguma coisa. Lançamos o projecto “Um caminhante, uma árvore” com o objectivo de ajudar a florestar zonas que tivessem sido severamente afectadas pelo fogo. Durante um ano, por cada inscrito nas nossas actividades pedestres oferecemos uma árvore a um parque natural afectado pelos incêndios. No dia mundial da floresta do ano seguinte, com a ajuda dos alunos das escolas da área de influência do Parque Natural da Serra de são Mamede estávamos a plantar as primeiras 250 árvores!


Carbono Zero nas nossas actividades

Não erraremos muito se dissermos que fomos o primeiro operador de turismo activo e de aventura Português a compensar as emissões de carbono dos seus clientes. Através de uma parceria com a empresa Carbono Zero compensamos as emissões de carbono que todos os caminhantes fazem nas suas deslocações de e para os locais onde se desenrolam as caminhadas e passeios de um dia. São já inúmeras as toneladas de carbono compensadas.


Limpar a floresta com os doentes de Alzheimer

A Serra de Sintra é a par da Serra da Arrábida os dois locais protegidos e com o estatudo de Parque Natural onde nós mais actividades desenvolvemos. Por isso, em associação com o Parque Natural Sintra-Cascais, com a Associação portuguesa dos doentes de Alzheimer levamos e com inúmeros clientes da Papa-Léguas, levamos a cabo uma acção de limpeza de uma área florestal do parque.

Quer para os doentes de Alzheimer, quer para todos nós que participamos nesta actividade, podemos dizer com orgulho, que …FOI INESQUECIVEL!


Passeios com a Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa

Parece uma antítese juntar um grupo de caminhantes e um grupo de doentes com paralisia cerebral sentados nas suas cadeiras de rodas. Parece, mas não é. Com este grupo de fantásticas pessoas fizemos talvez as mais fascinantes e recompensadoras actividades de voluntariado.

Na primeira saída “de campo” percorremos com um grupo de cerca de 20 utentes da APCL a ciclovia do guincho.


Recolha de alimentos para a comunidade Vida e Paz

É sabido que a época natalícia é propícia à dádiva, e, na generalidade as pessoas teem um olhar mais atento àqueles que os rodeiam e que menos têem. Foi com base nessa premissa que no Natal de 2009 e em conjunto com um dos nossos Adventure Partners resolvemos transformar caminhadas em comida. O desafio que lançamos foi simples. Agendamos um passeios pedestre (gratuito) e pedimos que cada caminhante nos entregasse a sua mochila cheia de alimentos. A resposta dos nossos clientes foi fantástica. Conseguimos encher uma carrinha de 9 lugares com alimentos, roupa e outros acessórios úteis que a Comunidade Vida e Paz fez chegar aos sem abrigo de Lisboa. No Natal de 2010 repetimos a iniciativa com igual sucesso.


Recolha de livros usados em pareceria com a HELPO

Fizemo-lo em 2009 e repetimos em 2011. A associação Helpo desenvolve vários projectos nos PALOP’s e no Nepal. A nossa primeira associação à Helpo ligou-se enquadrou-se no projecto “Reanimar o saber”.

ivemos como objectivo recolher o maior número de livros possível com vista a responder à necessidade enorme destes bens que se faz sentir em Moçambique, com especial incidência nas zonas mais isoladas. As contribuições foram inúmeras de clientes e amigos da Papa-Léguas. O resultado obtido foi de cerca de 1000 livros que integraram os mais de 20000 que a Helpo enviou para Moçambique.

Em 2011, pedimos aos nossos clientes que contribuíssem com material escolar, livros escolares e cobertores. A resposta não se fez esperar, e conseguimos uma vez mais contribuir para que as crianças de Moçambique recebessem materiais de primeira necessidade para o desempenho das suas tarefas escolares.