RECEBA AS NOSSAS NEWSLETTERS

Geral

Fotografia

Trekking e montanha

Aventura

tel: +351 218 452 689
geral@papa-leguas.com

ENCONTRE A SUA VIAGEM

...apenas viagens novas

por palavra-chave

pesquisa avançada »

QUANDO E ONDE

| viagens | actividades |

consulte o nosso calendário geral:

Home » Outros » África » Nepal, Tibete, China » Pequim, Lhasa e Kathmandu


Pequim, Lhasa e Kathmandu

Aventura, descoberta, cultural. 13 dias de viagem. Trajetos em mini bus. Alojamento em hotéis e 2noites hostal/camaratas

Itinerário detalhado - Legenda (P: Pequeno almoço A: Almoço J: Jantar)

Dia 1:  Voos cidade de origem - Pequim.
     mais...
Voo cidade de origem - Pequim com escalas intermédias. Noite a bordo.
 
Dia 2:  Chegada a Pequim.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Chegada, assistência no aeroporto e transporte para o hotel situado no centro de Pequim.
Check-in e tempo livre para visitar a cidade.
Noite em hotel.
 
 
Dia 3:  City tour: Grande Muralha da China em Mutianu.
Alojamento: Hotel
Refeições: P - A     mais...
Pequeno-almoço no hotel e à hora marcada encontro com o guia para visitar a Grande Muralha da China em Mutianu  (6 a 8 horas aprox de duração total da visita com transporte privado incluído).
 
Visita à Grande Muralha em Mutianu
Visita guiada à Grande Muralha em Mutianu das 7.30am às 18.00pm aprox
Programa da visita:
- Encontro com o guia na recepção do hotel pelas 07:30-08:00AM (Horário sujeito a confirmação)
- Transferes incluídos
- Chegada à Muralha pelas 09:30 - 10:00AM
- Almoço em restaurante (cerca de 1 hora)
- Duração da visita Muralha da China em Mutianu (cerca de 2horas e 30m)
Horários sujeitos a alterações.
Esta visita é realizada em grupo, juntar-se-á a um grupo internacional.
Regresso ao hotel em Pequim pelas 18:00
Tempo livre e noite em hotel.
Dia 4:  Voo Pequim - Lhasa.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Pequeno-almoço no hotel e à hora marcada, transporte para o aeroporto para voarmos de Pequim a Lhasa.
 
Chegada ao Tibete, assistência no aeroporto e transporte para o hotel. O aeroporto de Gongar está situado a 2 horas de distância da cidade, a cerca de 84km.
Ida para Lhasa, a capital do Tibete. Chegada, check-in no hotel.
 
Dia 5:  City tour em Lhasa.
Alojamento: Hotel
Refeições: P - J     mais...
Pequeno-almoço e encontro com o guia para realizarmos o primeiro city tour em Lhasa.
 
Visita ao Palácio de Norbulinkha, mosteiro de Jokhang, mercado de Barkhor e Potala
Visitaremos o palácio e parque de Norbulinkha, o parque foi construído por Kelsang Gyatso, o sétimo Dalai Lama em 1755, tornando-se na residência de verão durante o reinado de Jamphel Gyatso, o oitavo Dalai Lama. O «Novo Palácio» foi iniciado em 1954 por ordem do atual Dalai Lama, tendo ficado concluído em 1956. Este contém capelas, jardins, fontes e tanques.
 
Para oeste, o Kalsang Potang construído por Kelsang Gyatso é «um belo exemplo da arquitetura local. A sua sala do trono totalmente restaurada é algo de interessante». Os seus jardins são locais de piquenique para as gentes de região e providenciam um belo cenário para espetáculos teatrais, dança e festivais, em particular o Sho Dun, ou «Festival do Iogurte», o qual se realiza no início de Agosto, com famílias a acampar nos terrenos durante vários dias, rodeadas por coloridos guarda-ventos provisórios feitos com tapetes e lenços e gozando o calor do Verão.
O palácio fica localizado três quilómetros a oeste do Palácio de Potala, o qual era o palácio de Inverno. Edifícios adicionais foram acrescentados ao parque durante a primeira metade do século 20. Em 2001, a UNESCO inscreveu o Norbulingka na sua Lista do Património Mundial como parte do Conjunto Histórico do Palácio de Potala em Lhasa. Continuaremos a visita ao mosteiro de Jokhang  e ao Palácio de Potala.
 
Jantar num restaurante tibetano local e regresso ao hotel.
 
Dia 6:  Segundo dia de city tour em Lhasa.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Hoje, visitaremos o mosteiro de Deprung, que se encontra aa cerca de 80 Km a oeste de Lhasa, o mosteiro de Deprung  com date de 1416, é considerado um dos maiores mosteiros do mundo, há uns anos a sua população de monges era de cerca de 10 mil monges.
Este mosteiro sobreviveu a várias investidas dos reis de Tsang e dos mongóis. Como curiosidade, a lenda dos cães de Deprung: grande parte dos gompas e dos mosteiros servem de «casa» a vários cães, pois para os monges estes são a reencarnação de monges que não foram dignos deste mosteiro.
Continuamos a visita ao mosteiro de Sera, situado a 5 km Norte de Lhasa, é juntamente com Deprung um dos grandes mosteiros Gelugpa de Lhasa, outrora já teve uma população de cerca de 5 mil monges, mas hoje em dia está reduzido a uma população de poucas centenas. O seu complexo arquitetónico é vastíssimo. Regresso a Lhasa e tempo livre.
Noite em hotel.
 
Dia 7:  Lhasa - Gyantse - Shigatse.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Pequeno-almoço e à hora marcada, partida em veículo 4x4 para Shigatse (cerca de 5 horas /  340km).
 
A maior parte da jornada será até Gyantse (3960m) via o lago de Yamdrok Tso. Visita ao stupa Kumbum e ao mosteiro Pelkor Choede.
O percurso de Lhasa para Gyantse é uma experiência única. A estrada está encaixada entre montanhas inóspitas e vales isolados. A partir do colo de Kampa La, a paisagem altera-se dramaticamente e  aparece-nos pela primeira vez  no horizonte as cores turquesa do lago Yamdrok Tso, uma imagem maravilhosa.
A rota  é paralela ao lago por dezenas de quilómetros até Nakartse, uma povoação que encontramos durante o caminho. Aos poucos, começamos a subir até chegarmos a Karo La (5010 m), o local de uma das batalhas que se deu a uma altitude mais elevada, entre soldados ingleses e tibetanos. Após mais algumas horas com vistas para montanhas e glaciares, destacando-se o Mt. Nechinghangsang, chegamos a Gyantse. À entrada, encontramos o imponente e labiríntico Gyantse Dzong, poderemos subir ao seu topo para admirar as vistas sobre a cidade de Gyantse.
 
O Kumbum Stupa é uma obra prima arquitetónica. Construído em 1440 em forma de uma mandala, distingue-se pelas suas preciosas estátuas e murais do século 15, é constituído por 112 capelas (somente 23 estão abertas ao público), contendo imagens e murais de datas muito antigas. O mosteiro de Pelkor Choede, que serve as ordens budistas Gelugpa, Sakya e Buluk foi construído em 1418 mas está admiravelmente conservado. Os seus thankas antigos, os murais coloridos  e as suas diversas imagens que adornam as suas capelas, assim como o seu recinto, fascinam os visitantes. A sua visita é imperdível.  
 
Após a visita a Gyantse, continuamos a rota por estrada até Shigatse ( 86 km / 1h 30m).
 
Noite em hotel na segunda maior cidade do Tibete.
 
 
Dia 8:  Shigatse - Tingri - Campo Base do Everest - Mosteiro de Rongpuk.
Alojamento: Hostal
Refeições: P     mais...
Pequeno-almoço e à hora marcada partida em veículo minibus para o Mosteiro de Rongpuk ( 400 km / 9-11 horas). Antes de sairmos de Shigatse, visitaremos o iumperdível mosteiro de Tashilhumpo, erguido em honra de Panchan Lama.
O imponente mosteiro de Tashilhumpo, localizado dentro da cidade domina a paisagem, tanto fisicamente como espiritualmente. Os seus expansivos e exuberantes jardins, os seus telhados dourados, os impressionantes portões e o enorme complexo de edifícios brancos e vermelhos assim como o seu enorme muro de traça thanka fazem da nossa visita, uma experiência inesquecível.
Fundado em 1447 pelo primeiro Dalai Lama, o mosteiro de Tashilhumpo é também conhecido por ser o lugar do Panchen Lama, uma figura muito importante do Tibete.
É um dos principais mosteiros da ordem de Gelugpa. No seu interior, alberga uma das principais imagens de Maitreya, ou o Buda do futuro, essa imagem com 26 metros de altura demorou mais de 4 anos a ser acabada. O Kundung Lhakang com o túmulo do quarto Panchen Lama, o mestre do quinto Dalai Lama, conhecido como a reencarnação de Amitabha (ou Buda da infinita luz), é um dos locais mais interessantes do mosteiro. Se tivermos tempo, faremos o circuito dos peregrinos à volta do mosteiro, pois segundo a tradição, quem o faz ficará abençoado. O dia de hoje será certamente inesquecível.
 
Depois da visita, continuação até ao Mosteiro de Rongpuk. Paragem em Lhatse para almoçarmos. Continuação da rota para Sul, através da estrada que nos levará ao campo base (5200m) da montanha mais alta do mundo - o Mt. Everest.
 
As vistas do mosteiro de Rongpuk enquadrado com a silhueta do Monte Everest é algo que desejamos guardar na memória.
As vistas enchem-nos a alma de beleza e grandiosidade. Situado na base de um glaciar, o mosteiro de Rongpuk é um dos maiores mosteiros da região, fundado em 1902 distingue-se como a casa espiritual desta inóspita e belíssima região.
O alojamento é na Rongpuk guest house em camaratas de 4 a 8 pessoas ou em tenda, consoanta a disponibilidade local.
 
Nota: o alojamento neste dia é muito básico, com wc no exterior. Se viajar entre setembro e abril, recomenda-se que leve um saco de cama (ou saco lençol).
 
Dia 9:  Mosteiro de Rongpuk - Gyirong (fronteira com o Nepal).
Alojamento: Guesthouse
     mais...
Bem cedo pela manhã, desde o Mosteiro de Rongpuk e ainda antes dos raios de sol iluminarem o cume do Everest, iremos usufruir de magníficas vistas para a montanha mais alta da Terra. Com efeito, o Mosteiro de Rongpuk tem a particularidade de ser o mosteiro ou templo mais alto do mundo, situado a uma altitude de 5800 metros acima do nível das águas do mar.
Apesar do seu clima frio e severo, nele habitam e vivem cerca de 60 monges e monjas budistas, apesar das populações locais acreditarem somente serem cerca de 30 no total. No entanto, já teve uma população de cerca de 500 religiosos.
Caso o grupo concorde e o tempo ajude, poderemos fazer uma caminhada (8km - ida e volta) até ao Campo Base do Everest com início às 06:00am ou então ir de minibus.
  
Regresso a Rongpuk, ida em veículo para Gyirong, situada na fronteira com o Nepal a 2300m de altitude, com passagem pelo colo Nyalam Tong (5,150m) local onde a estrada denomimada "Friendship Highway" se coneta com kathmandu e Lhasa. fronteira com o Nepal, cerca 370 km de distância por uma estrada com vistas espectaculares para a cordilheira dos Himalaias.
Chegada e check-in no hotel básico em Gyirong.
  
 
Dia 10:  Gyirong - Kathmandu.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Pequeno-almoço, check-out e à hora marcada, o guia Tibetano deixar-nos-á na fronteira e fará a ligação com o motorista nepalês.
 
Teremos que atravessar a pé a ponte que separa os dois países para tratarmos do visto de entrada no Nepal já na companhia do guia Nepalês.
Após o carimbo das autoridades nepalesas no passaporte, iremos encontrar o motorista nepalês que nos guiará até Kathmandu.  
 
Chegada a Kathmandu, check-in no hotel e tempo livre para explorar o centro da cidade. Recomendamos o "Monkey temple" , pois não está incluído no city tour do dia seguinte.  
  
 
Dia 11:  City tour Kathmandu.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Pequeno-almoço e à hora marcada, encontro com o guia no hotel para realizar um city tour na cidade de Kathmandu e vale sagrado.
 
O city tour inclui a Praça Durbar (Unesco), templos de Boudanath e Pashupatinath e a cidade de Baktapur, situada no Vale de Kathmandu.
Regresso ao hotel e tempo livre.
  
Noite em hotel.
Dia 12:  Voo Kathmandu - cidade de origem.
Refeições: P     mais...
Pequeno-almoço e à hora marcada, transporte para o aeroporto para voarmos de regresso à cidade de origem. Possibilidade de escalas intermédias.
Dia 13:  Chegada à cidade de origem.
     mais...
Chegada à cidade de origem e fim dos serviços da Papa-Léguas.

Extensão: City Tour Pequim + hotel (Tiannamem, Templo do Céu, Cidade Proíbida

Veja mais
  e partilhe

Testemunhos

 
Maria F  
- 09/10/2017 16:54:49
  Pequim, Lhasa e Kathmandu

Tibet é um sonho, um povo de um paraíso perdido no meio de cordilheiras de montanhas magnificas com paísagens indescritiveis. Um povo simpatico e acolhedor isolado do resto do mundo.
Vão conhece-los!

Mais...

 
Frequentemente esta região é apelidada de teto do mundo, o Tibete é selvagem, sedutor e encantador. As altas montanhas, os lagos de tons azuis e uma riqueza cultural de grande beleza permitem ao viajante a sensação de estarem num local único, parado no tempo.  
O seu nome *:
O seu e-mail *:
O nome do seu amigo*:
O e-mail do seu amigo*:

* campo obrigatorio

também lhe podem interessar as seguintes viagens:

 Highlights de Myanmar
 Vinte Mil Léguas no Indico
 O teto do Mundo