RECEBA AS NOSSAS NEWSLETTERS

Geral

Fotografia

Trekking e montanha

Aventura

tel: +351 218 452 689
geral@papa-leguas.com

ENCONTRE A SUA VIAGEM

...apenas viagens novas

por palavra-chave

pesquisa avançada »

QUANDO E ONDE

| viagens | actividades |

consulte o nosso calendário geral:

Home » Outros » África » Índia » As cores do Rajastão - confort


As cores do Rajastão - confort

Aventura, cultural e étnica. 17 dias de viagem. Extensões opcionais a Goa, Ladakh e Kerala. Transporte em veículo privado, comboio e avião. Alojamento em hotéis de 4* estrelas.

Itinerário detalhado - Legenda (P: Pequeno almoço A: Almoço J: Jantar)

Dia 1:  Voos cidade de origem - Delhi.
     mais...
Voo com destino a Delhi (escalas intermédias). Noite a bordo.
Dia 2:  Delhi.
Alojamento: Hotel
     mais...
Chegada, assistência no aeroporto e transporte para o hotel.
 
Chegada ao hotel e check-in a partir das 13:00.
«City tour» de meio-dia em Deli: India Gate, Raj Ghat, Qutub Minar, Túmulo de Humayun (http://en.wikipedia.org/wiki/Delhi).   
 
Regresso ao hotel e tempo livre.    
 
Breve introdução: Deli fica situada nas margens do rio Yamuna, no mesmo lugar, onde segundo a mitologia se encontrava a Mansão de Idra. Delhi, foi a capital dos reis da Dinastia Pandava até ao ano 1000 a. c. Ao sul de Shahjahanabad, cidade amuralhada do século XVII ou a Deli Antiga, ergue-se a Nova Deli, construída pelos ingleses, sendo nos dias de hoje, o coração da Índia moderna. Na parte antiga da cidade pode-se vaguear pelas estreitas ruas, conhecer os seus bazares e entrar em contacto com o modo de vida das gentes do bairro de Chandi Chowk, com as suas magníficas muralhas do Forte Vermelho construído no século XVII, pelos imperadores mogol; Jama Masjid, em pleno centro do bazar da velha Deli, é a maior mesquita da Índia, com um pátio de mais de 400 metros quadrados. A sua sala de orações é rematada por três esplêndidas cúpulas de mármore branco, que contrastam com a grés vermelha da sua fachada. A sul, rodeado de edifícios um pouco destruídos, encontramos o magnífico minarete Qutab, que remonta ao século XII em comemoração de uma vitória muçulmana. Nas imediações encontra-se a impressionante porta de Ala i Darwaza (século XIV), um dos mais belos exemplos da arte Indo-muçulmana, também encontraremos a mesquita de Quwat-ul-Islam, a mais antiga da Índia.
 
Dia 3:  Voo Delhi - Jodhpur.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Após o pequeno-almoço, faremos o check-out no hotel e iremos para o aeroporto para o voo de Delhi para Jodhpur, chegada e ida para o hotel e check-in.
«City tour» de meio-dia em Jodhpur: Forte Mehrangarh, Jaswant Thada, palácio Ummaid Bhawan. (http://en.wikipedia.org/wiki/Jodhpur)
Regresso ao hotel e tempo livre.
 
Jodhpur é uma importante cidade do Rajastão, cuja impressionante fortaleza domina o bairro azul dos brâmanes. Está situada nas imediações do deserto Thar, outrora a capital do antigo estado de Marwar. Fundada em 1459 d.C. por Rao Jodha, o chefe do clã Rathore de Rajput; a cidade deslumbra o viajante pelo seu genial trabalho escultórico, espelhado nos seus palácios, templos e fortalezas que testemunha a importância imperial da cidade.  
 
 
 
 
Dia 4:  Jodhpur - Jaisalmer.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Após o pequeno-almoço, faremos o check-out no hotel e iremos para Jaisalmer de automóvel (285 km / 5horas). Chegada e check-in no hotel.
 
Jaisalmer (http://en.wikipedia.org/wiki/Jaisalmer) é uma cidade fortificada situada numa região dunar do deserto de Thar e na fronteira com o Paquistão.
Conhecida como «island in the sand», foi fundada em 1156 por Rawal Jaisal, sendo outrora a capital dos Bhati Rajputs.
A parte medieval da cidade ergue-se no «mar de areia» do deserto de Thar, sendo cercada por uma muralha de pedra com mais de 2 quilómetros  e com belas vistas para os verdejantes oásis das imediações.
Da parte da tarde iremos realizar um passeio a pé pela cidade, para depois, ao fim da tarde, visitarmos o cenotáfio (monumento funerário) do herói Vyas Chatris, localizado no topo de uma colina com uma paisagem envolvente. Em vez da visita ao cenotáfio do herói Vyas Chatris, podemos ir de automóvel a Badabagh - a 7 kms - onde se encontram os cenotáfios de vários Marajás. Regresso ao hotel.   
  
 
Dia 5:  Jaisalmer.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Após o pequeno-almoço, faremos uma visita de meio-dia, iremos conhecer a fortaleza da cidade que inclui inúmeros templos e jardins, algumas mansões privadas (havelis) como a de Patwa Haveli ou Nathmal Haveli, a cisterna de Gadi Sagar e o seu museu.
 
Tempo livre da parte da tarde e ao fim do dia, faremos um passeio de «camelo» de 30 minutos incluindo a contemplação de um magnífico pôr-do-sol.
Noite em hotel.
 
Dia 6:  Jaisalmer - Rohet.
Alojamento: Hotel
Refeições: P - A     mais...
Novamente, após o pequeno-almoço no hotel, faremos o check-out e iremos de veículo (270 Km / 5 horas) para a fortaleza de Rohetgarh situada na cidade de Rohet. Esta sólida fortaleza é o berço da dinastia Champawat desde os alvores do século XVI, recentemente convertida em hotel. Chegada e check-in.
Da parte da tarde, iremos realizar o «Village jeep Safari» onde irá visitar algumas aldeias da região.
Noite em hotel.
 
 
Dia 7:  Rohet - Pali - Udaipur.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Depois do pequeno-almoço, check-out no hotel e  ida para Udaipur (250 Km / 4-5 horas).
Em rota visitaremos às famosas fábricas têxteis de Pali. Continuação para Udaipur (http://en.wikipedia.org/wiki/Udaipur).
 
Udaipur, que significa «cidade do sol nascente» é considerada uma das sete pérolas do Rajastão devido ao seu património, atrações como palácios de mármore, belíssimos lagos, jardins luxuriantes e antigos templos fazem de Udaipur um destino obrigatório e imperdível.
Check-in no hotel. Tempo livre para explorar Udaipur.
 
 
Dia 8:  Udaipur.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Depois do pequeno-almoço, faremos um city tour de meio-dia.
Visitaremos o Palácio de Maharana, situado nas margens do Lago Pichola. Continuamos a visita ao palácio, situado a Norte do templo e aos jardins e museu de Saheliyon Ki Bari.
 
A cidade de Udaipur situa-se a este do lago Pichola (http://en.wikipedia.org/wiki/Lake_Pichola), criado artificialmente nos fins do século XIV, iremos realizar um passeio de barco neste lago. Regresso ao hotel e tempo livre.
 
 
 
 
Dia 9:  Udaipur - Chittorgarh.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Depois do pequeno-almoço, check-out no hotel e ida para Chittorgarh (115 Km / 2-3 horas).
 
Um dos nomes mais românticos do Rajastão é Chittaur, e é muito mais que umas ruínas; é um símbolo, que representa a bravura, nobreza e verdade na tradição Rajput.
Chegada a Chittorgarh (http://en.wikipedia.org/wiki/Chittorgarh) e check-in no hotel. City tour em Chittoghar visitando: a fortaleza, Jaistamba, Kirti Stamba, palácio Padmini, palácio Rana Khumbha.
Regresso ao hotel e tempo livre.
     
Dia 10:  Chittorgarh - Bijay Nagar.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Após o pequeno-almoço, iremos para Bijay Nagar (200 Km/ 3 horas), chegada e check-in no hotel Bijay Niwas, um hotel de charme situado entre pomares e campos agrícolas,
no meio da natureza, a muitos quilómetros da civilização, o que nos permitirá descansar um pouco, quer seja através de um mergulho na piscina ou num passeio a pé.
A sua estadia neste local será inesquecível.       
 
Da parte da tarde iremos fazer  o « Rural Safari» onde  irá explorar e conhecer um pouco da vida rural indiana.
Regresso ao hotel.
 
 
 
Dia 11:  Bijay Nagar - Jaipur.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Depois do pequeno-almoço, tempo livre para mergulharmos na piscina ou passearmos a pé pelas redondezas e conhecer os prados que envolvem o hotel na companhia de um guia do hotel.
Check-out tardio para irmos para Jaipur (180km / 3 horas (http://en.wikipedia.org/wiki/Jaipur), a vibrante capital do Rajastão, conhecida como a cidade cor-de-rosa devido à característica cor dos seus principais edifícios da parte antiga.
Esta frenética metrópole é um lugar de imensos contrastes e um festim para os nossos olhos.
Chegada e check-in no hotel.
Da parte da tarde, iremos visitar o templo de Birla, um templo Hindú situado na base da colina Moti Dungari, regresso ao hotel.  
 
Noite em hotel.
 
 
 
 
Dia 12:  Jaipur.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Pequeno-almoço no hotel e visita ao forte Amber, erguido no século 16 pelo Rajá Man Singh da Dinastia Kachawa e possibilidade de fazermos um  passeio de elefante no seu interior que inclui edifícios palacianos, pátios, escadarias ornamentais e pavilhões erguidos em pilares  (o passeio de elefante está sujeito à disponibilidade e confirma-se no local), visita ao palácio da cidade, o museu da cidade que inclui uma parafernália de temas como armas, têxteis, pinturas, manuscritos, entre outros temas.
Visita ao observatório astronómico, construído pelo Marajá Jai Singh, fundador de Jaipur.
Regresso ao hotel e tempo livre.
Dia 13:  Jaipur - Fatehpur Sikri - Agra.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Pequeno-almoço e ida para Agra (240 Km/4 horas), em rota visitaremos Fathepur Sikri (http://pt.wikipedia.org/wiki/Fatehpur_Sikri), a última cidade erguida pelo imperador Akbar e que foi misteriosamente abandonada... segundo alguns por falta de água. Também visitaremos em rota a aldeia de Abhaneri, que significa "cidade brilhante".
 
A viagem prossegue até Agra (http://pt.wikipedia.org/wiki/Agra_(%C3%8Dndia), a menos de uma hora de caminho, onde se encontram algumas das joias da arquitetura mogol, como a Fortaleza Vermelho e o Taj Mahal (http://pt.wikipedia.org/wiki/Taj_Mahal). Agra, que está situada no estado de Uttar Pradesh, sendo em tempos, juntamente com Delhi, a capital do Império Mogol. Chegada, check-in no hotel.
Noite em hotel.
 
  
 
 
Dia 14:  Agra - Varanasi (noite de comboio).
Alojamento: Comboio
Refeições: P     mais...
Pequeno-almoço e visita de meio-dia a Agra: incluindo a Fortaleza Vermelha e o Taj Mahal (fechado à sexta-feira).
O Taj Mahal, é sem dúvida o monumento mais representativo e conhecido de toda a Índia. Foi construído em 1652, pelo imperador Shah Jahan, para albergar os restos mortais da sua esposa Muntaz Mahal. Foi construído em mármore branco e pedras preciosas.
Também merece uma visita a fortaleza vermelha, construída por Akbar no ano de 1564, essa fortaleza alberga vários monumentos interessantes, como a mesquita da Pérola e os túmulos de Itimad-Ud-Baulad.
Transporte para a estação de comboios para viajarmos até Varanasi, a cidade santa da Índia.
Noite a bordo em liteira.
Dia 15:  Chegada a Varanasi.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
Chegada e transporte para o hotel. Depois do pequeno-almoço, visitaremos a cidade que todos os hindus têm que visitar pelo menos uma vez na vida e fazer as ablações nos ghats que desembocam no Ganges, e que são utilizados pelos peregrinos nos rituais de purificação.
A visita de meio-dia inclui: o Ghat Dasashwamedh, as mesquitas Gyanvapi e Alamgir, o templo Kashi Vishwanath, o templo Durga e a Universidade hindu Beneras (http://pt.wikipedia.org/wiki/Agra_(%C3%8Dndia).  
 
Visita guiada a Sarnath (http://pt.wikipedia.org/wiki/Sarnath) - da parte da tarde -  situada a 13 quilómetros de Varanasi, o local onde Buda pregou o seu primeiro sermão, Sarnath é por isso, o centro internacional do Budismo, com os seus diversos templos em variados estilos arquitectónicos (Tailândeses, Birmâneses, etc).
A visita inclui: Pilar Asoka, as ruínas de Mulagandhakuti, Stupa Dharmek, as pinturas murais do parque Deer.
Mais tarde, iremos visitar a parte antiga de Varanasi e realizar um passeio a pé na região dos Ghat, junto ao rio Ganges (http://pt.wikipedia.org/wiki/Rio_Ganges), onde poderá passear de barco e no final regressar de riquexó ou de táxi ao hotel por sua conta.
Noite em hotel em Varanasi.
Dia 16:  Voo Varanasi - Delhi e voo Delhi - cidade de origem.
Refeições: P     mais...
Passeio de barco no Rio Ganges para assistirmos ao nascer do sol e assistirmos aos rituais sagrados que milhares de peregrinos realizam diariamente com inigualável devoção.
Regresso ao hotel para tomarmos o pequeno-almoço e fazermos o check-out à hora marcada, transporte para o aeroporto, para embarcarmos no voo de regresso a Delhi para efetuarmos a conexão com o voo internacional de regresso à cidade de origem (escalas intermédias).
 
 
 
Dia 17:  Cidade de origem.
     mais...
Chegada e fim dos serviços da Papa-Léguas.

Extensão: Goa

Dia 1:  Voo Delhi - Goa.
Alojamento: Hotel 4*
Refeições: P     mais...
Em hora a combinar, transfer para o aeroporto para seguirmos no voo para Goa (http://pt.wikipedia.org/wiki/Goa). Chegada, transfer para o hotel em Panjim e tempo livre.
 
Dia 2:  Goa - City tour guiado em Goa.
Alojamento: Hotel 4*
Refeições: P - A     mais...
Pequeno-almoço e à hora marcada, encontro com o guia para iniciarmos o city tour em Goa, visitando os monumentos portugueses, templos e uma quinta de plantação de especiarias.
Na primeira parte do «city tour» visitaremos as principais igrejas portuguesas: Basílica do Bom Jesus, Sé Catedral e Igreja de S. Caetano.
Continuamos para a cidade de Ponda, onde visitaremos alguns templos hindus, como o templo de Mangueshi, dedicado à deusa Mahalasa e local de peregrinação de muitos crentes que procuram a benção da deusa. Seguiremos para uma plantação de especiarias, chamada de quinta Sahakari situada na região luxuriante de Ponda Taluka. É um local belíssimo, situado numa área de denso coberto vegetal onde se cultivam várias plantas para diversos fins, entre os quais medicinais. Seremos brindados com um almoço em estilo goês, depois do almoço faremos um passeio pela quinta. Regresso ao hotel em Panjim.
 
 
Dia 3:  Goa.
Alojamento: Hotel 4*
Refeições: P     mais...
Tempo livre para podermos explorar a cidade e aproveitar as suas magníficas praias.
Dia 4:  Voo Goa - Delhi - cidade de origem.
Refeições: P     mais...
Transporte para o aeroporto e voarmos de Goa para Delhi e cidade de origem com escalas intermédias.
Dia 5:  Cidade de origem.
     mais...
Chegada à cidade de origem e fim dos serviços da Papa-Léguas.

Extensão: Kerala

Dia 1:  Início da extensão a Kerala. Voo para Cochim via Delhi.
Alojamento: Hotel 3*
Refeições: P     mais...
O voo para Cochim  (http://pt.wikipedia.org/wiki/Cochim )  é feito via Delhi. Chegada, assistência no aeroporto e ida para o hotel. Check-in e tempo livre.
 
Dia 2:  Cochim City tour e espetáculo Kathakali.
Alojamento: Hotel 3*
Refeições: P     mais...
Pequeno-almoço e início do city tour guiado em Cochim.
Esta cidade é um verdadeiro museu ao ar-livre, sobretudo na região de Forte Cochim.
Com efeito, Forte Cochim foi um dos primeiros locais a serem colonizados na India por europeus.  Vasco da Gama chegou em 1502, regressando novamente em 1524 para desempenhar as funções de vice rei das Índias, morreu em Cochim e foi enterrado na Igreja de S. Francisco, a primeira igreja cristã e europeia da India.
 
Durante o city tour iremos visitar: o palácio holandês em Mattancherry (fechado à sexta-Feira); a sinagoga judaica situada no «coração» do bairro judeu (fechada à sexta e Sábado); a igreja de S. Francisco, a mais antiga igreja europeia da India; a basílica de Santa Cruz, construída em 1557 pelos portugueses.
Antes do por do sol, teremos oportunidade de fotografar as gigantescas redes de pesca chinesas, introduzidas na índia há séculos, pelos descendentes da corte de Kublai Khan. Resto do dia livre até à ida, ao fim da tarde, para assistirmos ao espetáculo de danças Kathakali no teatro local, classificado como património da humanidade.
 
O Kathakali (http://en.wikipedia.org/wiki/Kathakali ), é uma forma de dança dramática. Os bailarinos estão bastante pintados e vestidos a rigor que fazem elaborados gestos e expressões faciais. Movimentos coreografados com habilidade que são acentuados pelo rolo dos bateristas.
Ao fim da tarde, cerca das 19h, iremos assistir ao Kathakali, espetáculo de dança que termina por volta das 20h.
Regresso ao hotel e tempo livre.
 
 
Dia 3:  Cochim - Alleppey - Noite em embarcação.
Alojamento: Embarcação
Refeições: P - A - J     mais...
Após o pequeno-almoço, sairemos rumo a Alleppey (cerca de 56km / 1-2 horas) para embarcarmos num dos famosos barcos-casa.
Depois do embarque será servida uma bebida de boas vindas, seguido do almoço.
A navegação será feita por estreitos canais que nos desvendarão de forma lenta as mais majestosas e pitorescas paisagens de Kerala (http://en.wikipedia.org/wiki/Alappuzha), emolduradas pela vida e labuta  diária dos seus habitantes. À noite, depois da embarcação atracar, poderemos fotografar os pescadores locais na preparação da pesca que farão ao entardecer. Noite a bordo.
 
  
Dia 4:  Alleppey - Athirappalli, visita cascatas.
Alojamento: Hotel 3*
Refeições: P     mais...
Desembarcaremos da nossa casa-barco por volta das nove horas da manha.
Seguiremos para Athirappalli (130km / 2-3 horas), chegada e check-in no hotel. Tempo livre até à ida para a região da cascata de Athirappalli para realizarmos uma caminhada e para fotografarmos as imponentes cascatas, que constituem igualmente um dos destaques da região. Esta região embriaga-nos de verde! As suas densas florestas e quedas de águas criam um ambiente edílico.
Regresso ao hotel e tempo livre.
Opcionalmente pode realizar  um passeio safari de 4x4 para explorar a vida selvagem da região (16h:00 - 20h:00).
 
 
 
Dia 5:  Athirappalli - Cochim (cerca de 2,5h). Voo Cochim - cidade de origem.
Refeições: P     mais...
Pequeno almoço, e check-out no hotel para irmos rumo ao aeroporto de Cochim (70km /1-2-horas).
Chegada ao aeroporto e voo de regresso à nossa cidade de origem (possível escala em Delhi e noutra cidade europeia).
 
 
Dia 6:  Chegada a cidade de origem.
     mais...
Chegada à cidade de origem e fim dos serviços da Papa-Léguas.

Extensão: Ladakh

Dia 1:  Voo Delhi - Leh.
Alojamento: Hotel
Refeições: J     mais...
Chegada a Leh (http://pt.wikipedia.org/wiki/Leh), assistência no aeroporto e transporte para o Hotel. Check-in e dia livre para aclimatarmos à altitude (3500 m). Jantar e noite em hotel.
 
O Ladakh (http://en.wikipedia.org/wiki/Ladakh) é conhecido como «a terra das altas passagens», situa-se em Kashmir e Jammu, entre as cordilheiras de Kunlun, a norte, e os Himalaias, a sul.
Os seus habitantes são descendentes dos tibetanos, de etnia Indo-ariana.  
Em tempos, a região do Ladakh, incluía os vales do Baltistão (Baltiyul), Indus, Zangskar, Lahul e Spiti, entre outros. O fascínio desta região do Ladakh assenta na forte carga budista das populações como os seus stupas e mosteiros e a beleza das montanhas, o que levou a região a ser apelidade de «Pequeno Tibete».  
 
 
Dia 2:  Leh - Mosteiros de Shey, Hemis e Stok.
Alojamento: Hotel
Refeições: P - J     mais...
Iremos de manhã cedo para o mosteiro de Thiksey para assistirmos às orações budistas da manhã.  
O mosteiro de Shey, situado num local belíssimo - surpreendendo qualquer viajante -  foi em tempos um antigo palácio que contém estátuas de Buda e um admirável Gompa.
Depois da cerimónia, regressaremos ao hotel em Leh para tomarmos o pequeno-almoço. Continuamos a exploração da região de Leh, agora visitando os mosteiros de Shey e Hemis, e o palácio Stok.
 
• Hemis - Este é o mais abastado e maior mosteiro do vale do Hindus. Está situado a 45 km de Leh; o mosteiro foi construído em 1672 pelo rei Sengge Namgyal.
 
• Shey –  Antiga capital e lar dos reis do Ladakh antes de a capital passar para Leh por razões geoestratégicas. O templo principal do mosteiro de Shey alberga uma estátua enorme de Buda, esculpida por artífices nepaleses.
 
• Stok - Stok ou Stak  é nome de uma pequena povoação que contém um palácio, um museu e um gompa. Está localizado no vale Hindus a 17 km de Leh. A localidade de Stok é atualmente a residência da antiga família real do Ladakh. Em Stok também é muito interessante visitar-se a escola Siddhartha.
 
Regresso a Leh, jantar e noite em hotel.
 
Dia 3:  Leh - Continuação da visita e trekking em Sabu.
Alojamento: Hotel
Refeições: P - J     mais...
Pequeno-almoço e à hora marcada, continuamos a visita a Leh com a duração de meio-dia.
Os locais a visitar são:
 
• Shanti stupa – é um dos stupas mais visíveis em Leh, o pagode foi aberto em 1985, fruto do mecenato da empresa nipónica Fuji e simboliza a paz.  
 
• Sankar Gompa - Este pequeno mosteiro que alberga cerca de 20 monges é a residência oficial de Kushok Bakul, um alto dignatário local e cuja importância na hierarquia dos «Rimpoche» é visível no prório gompa com todos os atributos budistas como a esfera dourada e um  «Dharma Chakra» que ladeia dois veados que simbolizam o primeiro sermão de Buda em Sarnath.
 
• Spitok - Foi o primeiro mosteiro gelukpa (yellow hat) a estabelecer-se no Ladakh. O monge Richen Zangpo previu que um novo mosteiro iria ser construído para servir de exemplo aos outros mosteiros da região. Está situado no topo de uma encosta com belas vistas sobre o vale do Indus.
 
Após estas visitas, iremos fazer uma pequena caminhada guiada (2horas aprox.) que se inicia na aldeia de Sabu. Passaremos por alguns miradouros naturais com belíssimas vistas para a região e para a famosa aldeia de Sabu, chegada a pé à dita aldeia e almoço numa casa local (por conta do cliente). Regresso de automóvel ao hotel em Leh.
Jantar e noite em hotel.
 
Dia 4:  Voo Leh - Delhi - cidade de origem.
Refeições: P     mais...
Pequeno-almoço de madrugada e transporte para o aeroporto para voarmos para Delhi e efetuarmos a conexão com os voos internacionais.
 
 
Dia 5:  Chegada à cidade de origem.
     mais...
Chegada à cidade de origem e fim dos serviços Papa-Léguas.
Veja mais
  e partilhe

Testemunhos

 
Sandra C  
- 31/10/2016 15:30:59
  As cores do Rajastão - confort

A viagem à Índia foi 5 estrelas!
Correu tudo bem, senti-me sempre segura e a agência e guias locais eram bastante prestáveis e profissionais. Esta foi sem dúvida a melhor forma de conhecer aquele país :)
Obrigada por todo o apoio.

Mais...
 
O seu nome *:
O seu e-mail *:
O nome do seu amigo*:
O e-mail do seu amigo*:

* campo obrigatorio