RECEBA AS NOSSAS NEWSLETTERS

Geral

Fotografia

Trekking e montanha

Aventura

tel: +351 218 452 689
geral@papa-leguas.com

ENCONTRE A SUA VIAGEM

...apenas viagens novas

por palavra-chave

pesquisa avançada »

QUANDO E ONDE

| viagens | actividades |

consulte o nosso calendário geral:

Home » Trekking » África » Marrocos » Ascensão ao Monte Toubkal


Ascensão ao Monte Toubkal

8 dias de viagem. 5 de Trekking. Alojamento em riad em Mrraquexe, em casas locais e refúgio na montanha.

Itinerário detalhado - Legenda (P: Pequeno almoço A: Almoço J: Jantar)

Dia 1:  Voo cidade de origem - Marraquexe.
Alojamento: Hotel
     mais...
Chegada, assistência no aeroporto, transporte e check-in no hotel. Tempo livre para visitar Marraquexe.
Dia 2:  Marraquexe - Tiziane.
Alojamento: Casa Local
Refeições: P - A - J     mais...
Pequeno-almoço, saída à hora marcada para seguirmos em veículo em direção ao Atlas. Passaremos por diferentes aldeias até chegarmos a Asni e daí até Imiouglad, ponto de início do nosso trekking. Aqui estarão à nossa espera a equipa de moleiros e cozinheiro.
Iniciamos a marcha por um trilho que sobe lentamente até ao colo de Tacht. Durante a caminhada atravessaremos florestas de cedros e faias até chegarmos a um colo, onde faremos uma paragem para apreciar as vistas que são soberbas. Na direção sul poderemos apreciar a região de Tligouga e Taroudant e a norte, a montanha de Angour.
Retomamos a caminhada, com uma  descida por um trilho estreito e ligeiramente sombreado até encontrarmos uma fonte, onde nos podemos refrescar e descansar um pouco enquanto é servido o nosso almoço.
Depois de comermos e de descansarmos um pouco, continuamos a descer até Tiziane, uma pequena aldeia num vale de grande beleza.
5 horas de marcha aprox.
Dia 3:  Tiziane - Tizgui.
Alojamento: Casa Local
Refeições: P - A - J     mais...
Hoje espera-nos uma bela etapa com um desnível semelhante ao de ontem, mas com uma paisagem mais escarpada.
Depois do pequeno-almoço, subiremos durante cerca de uma hora por um trilho sombreado por gigantescas nogueiras. Antes de chegarmos ao colo, já o sol nos aquece com os seus raios. Depois deste primeiro colo, atravessaremos um bosque de cedros e alcançaremos um novo colo - o colo de Téouti. Daqui desceremos até Assaka, onde teremos um ponto de abastecimento de água e aproveitaremos para comer.
Depois de comer e descansar subiremos em direção a Tizgui, uma aldeia muito curiosa pela sua dimensão e pelos seus moinhos. Longe da civilização, invade-nos uma tranquilidade invulgar. Depois de apreciarmos a aldeia, seguiremos cerca de duas horas até ao local onde passaremos a noite, uma casa local.
6 horas de marcha aprox.
 
Dia 4:  Tizgui - Azib N Tamsoult.
Alojamento: Casa Local
Refeições: P - A - J     mais...
Hoje a paisagem continua a brindar-nos com imagens grandiosas.
Sairemos cedo, sob um sol suave que nos ajudará na subida do trilho que é fácil. Estamos numa área de pastagens com vistas fantásticas desde o colo de Tougdalt para os colos em redor. O trilho começa agora a descer por florestas de cedros que atravessaremos em cerca de duas horas.
Durante a caminhada teremos a oportunidade de nos cruzarmos com vários pastores berberes que apascentam os seus rebanhos.
À sombra das centenárias nogueiras que nos proporcionam uma sombra revigorante, almoçaremos tranquilamente sentados nas margens do rio Azaden.
Estamos num dos vales mais bonitos do maciço do Toubkal, que teremos oportunidade de ver na sua plenitude depois de almoçar, já que o trilho sobe durante cerca de 2 horas até ao ponto mais alto do vale - Azib N Tamsoult.
6 horas de marcha aprox.
 
Dia 5:  Azib N Tamsoult - Campo base do Toubkal.
Alojamento: Casa Local
Refeições: P - A - J     mais...
Hoje é o dia de aproximação do cume, vê-lo-emos ao longe para tentar antever a subida que nos espera no dia de amanhã.
De manhã subiremos lentamente por um trilho em direção ao colo de Tzikkert, onde chegaremos à bifurcação que segue para o refúgio de Lepiney onde reabasteceremos os nossos cantis na fonte de Toumlite. Desde essa fonte podemos avistar o refúgio e fazer uma paragem para almoçar. Depois de almoço espera-nos uma grande e gradual subida. Com uma passada lenta chegaremos aos 3450 metros do colo Aguelzim, de onde poderemos ver o cume do Toubkal, inclusive poderemos distinguir a pirâmide de ferro que coroa o seu cume. Depois de repousarmos um pouco, iniciaremos a longa descida com vistas fantásticas que nos levará à zona do refúgio Neltner onde montaremos o nosso acampamento.
Dependendo do estado da neve, parte deste percurso poderá ser feito com recurso a crampons. Estes devem ser trazidos de casa ou alugados previamente (consulte a Papa-Léguas), já que a neve poderá persistir até meados de Junho. 6 a 7 horas de marcha aprox.
Nota: De novembro a abril esta noite será passada no refúgio.
Dia 6:  Ascensão ao Toubkal - Imlil.
Alojamento: Casa Local
Refeições: P - A - J     mais...
Hoje madrugaremos (cerca das 5 da manhã). Sairemos por um trilho estreito e bastante pedregoso mas sem qualquer dificuldade técnica. De acordo com o ritmo e a temperatura, pararemos algumas vezes para beber e comer barras de cereais ou frutos secos. Cerca de 3 horas depois de iniciarmos a marcha chegaremos aos 4167 metros do Jebel Toubkal - o ponto mais alto da cordilheira do Atlas. Se o dia estiver limpo e sem neblina, as vistas são esplêndidas sobre todos os cumes e vales da cordilheira.
Descida até ao campo base onde almoçaremos antes de continuarmos até à aldeia berbere de Imlil. No caminho teremos oportunidade de parar na famosa pedra branca de Sidi Chemharouch, um homem santo que segundo a lenda fazia vários milagres, curando várias doenças, sobretudo as mentais.
8 horas de marcha aprox.
Dia 7:  Imlil - Marraquexe - City tour Marraquexe.
Alojamento: Hotel
Refeições: P     mais...
O dia é de repouso e, sobretudo, sem despertares madrugadores.
A meio da manhã partiremos para Marraquexe. Da parte da tarde, faremos um city tour guaido de meio-dia em Marraquexe.
Conhecida como a cidade vermelha do sul, a cidade está instalada entre um imenso palmeiral na planície de Haouz.
Marraquexe, foi nas suas origens um ponto de confluência das caravanas de camelos que ligavam a África negra aos portos do Mediterrâneo.
Fundada por almorávidas durante o século 11, foi crescendo e embelezando-se com o passar dos séculos, tornando-se na capital do Grande Sul.
O epíteto de cidade vermelha, provem da cor das suas muralhas, que guardavam em tempos imensos jardins, regados por poços subterrâneos construídos pelos almorávidas e pelos nómadas saharianos do século 11.
Uma experiência única, é passear pela praça Djema El Fna, onde se concentra grande parte da atividade da cidade: bailarinas, contadores de histórias, malabaristas, artesãos, comerciantes e encantadores de serpentes que podem ser contemplados na praça ou a partir de vários terraços de cafés que circundam a praça.
Dia 8:  Voo Marraquexe - cidade de origem.
Refeições: P     mais...
Depois do pequeno-almoço teremos tempo livre até ao transporte para o aeroporto para iniciarmos o voo de regresso a casa.
Fim dos serviços da Papa-Léguas.
 
  
 
Veja mais
  e partilhe

Testemunhos

 
Maria d  
- 18/06/2014 10:24:36
  Ascensão ao Monte Toubkal

Conseguimos todos atingir o desafio Toubkal e foram 5 dias excelentes de caminhada em lugares de grande beleza. Claro que houve alguns momentos mais duros fisicamente mas mesmo os mais novos aguentaram-se bem. O guia Said e os dois muleiros (um deles, também cozinheiro) também foram excelentes e por isso, foi uma experiência soberba!

Mais...
 
O seu nome *:
O seu e-mail *:
O nome do seu amigo*:
O e-mail do seu amigo*:

* campo obrigatorio

também lhe podem interessar as seguintes viagens:

 Oásis do Sul
 Monte Kilimanjaro 5895m - Rota Machame
 Trekking no deserto